Curso de Pós-Graduação: Livro Epístola aos Gálatas

Curso de Pós-Graduação: Livro Epístola aos Gálatas

R$ 7.00

São Paulo repete, pela última vez, sua crítica aos judaizantes que continuam a pressionar os gálatas a se submeter à circuncisão, quando eles próprios não obedecem a toda a Torá. Estão interessados apenas na satisfação pessoal e em obter um título de glória sobre o qual possam se gabar por toda parte. O motivo de orgulho de São Paulo é a redenção operada pela paixão e morte de Jesus. Unido a esse acontecimento e adotando sua significância, são Paulo rejeita um modo de vida medido por observâncias exteriores da lei, pois o que realmente importa é a nova criação. Os que aceitam este tipo de estilo de vida como modo de vida significativo são o povo realmente escolhido por Deus, o Israel de Deus, a comunidade cristã autêntica. Para eles, São Paulo envia votos de paz (bem-estar total) e misericórdia (a bondade de Deus).

Categoria:

ESQUEMA DE GÁLATAS
1,1-10 Saudações e introdução 1,11-2,21 Paulo, seu Evangelho e Pedro
3.1- 4,31 Um novo modo antigo de agradar a Deus
5.1- 6,10 Exortações práticas 6,11-18 Conclusão
Os biblistas não concordam sobre a identidade dos gálatas, povo ao qual São Paulo escreveu essa carta. Examinar um mapa da Antiguidade não ajuda, porque o mapa mudava com frequência. A princípio, o nome Galácia descrevia uma parte no centro-norte da Ásia Menor que abrangia as cidades de Ancira (nome atual; Ancara, Turquia), Pessinus e Tavium. Em 25 a.C., Roma uniu essa região com territórios meridionais, formando uma única província chamada Galácia, embora estes últimos territórios preferissem manter seus nomes. Então, a quem São Paulo escreve? Muitos creem que a habitantes do sul, em lugares como Listra e Derbe, mencionados nos Atos, mas outros indicam o norte. Ainda não é possível chegar a uma conclusão definitiva.

0

TOP

X